tfionline Faça seu login

Agosto 27, 2013

Características de Deus

Uma compilação

As características de Deus nos revelam o que e quem Ele é.—William Ames

*

Porque Deus é um espírito... buscarei um contato íntimo com Ele.
Porque Deus é onipotente... Ele pode me ajudar com qualquer coisa.
Porque Deus é onipresente... Ele está sempre comigo.
Porque Deus é onisciente... Apresentarei a Ele todas as minhas dúvidas e preocupações.
Porque Deus é soberano... Eu Lhe entregarei de boa mente a minha vontade.
Porque Deus é santo... Eu me dedicarei a Ele em pureza, adoração e serviço.
Porque Deus é a verdade absoluta... Eu acreditarei e viverei de acordo com Suas Palavras.
Porque Deus é justo... Eu viverei segundo Seus padrões.
Porque Deus é justo... Ele vai me tratar com equidade.
Porque Deus é amor... Ele está incondicionalmente compromissado com o meu bem-estar.
Porque Deus é misericordioso... Ele perdoa os meus pecados quando os confesso com sinceridade.
Porque Deus é fiel... Eu confiarei que Ele sempre guardará Suas promessas.
Porque Deus nunca muda… o meu futuro está seguro e é eterno.—Dr. William R. Bright

*

Entre as características de Deus, apesar de todas serem iguais, a misericórdia reluz mais do que a justiça.—Miguel de Cervantes

*

“Quais são as características de Deus?”

(Nota do editor: As referências bíblicas neste texto estão em hiperlink para facilitar e agilizar a leitura.)

A Bíblia, a Palavra de Deus, revela-nos tanto o que Deus é como o que Ele não é. Sem a autoridade da Bíblia, qualquer tentativa de explicar as características de Deus valeria tanto quanto uma opinião, o que muitas vezes é incorreta, principalmente para a compreensão de Deus (Jó 42:7). Nem faz sentido dizer que é importante tentarmos entender Deus, pois sem essa compreensão podermos determinar, procurar e idolatrar deuses falsos contrários à Sua vontade (Êxodo 20:3–5).

Podemos conhecer apenas o que Deus escolheu revelar acerca de Si mesmo. Uma de suas características ou qualidades é “luz”, em outras palavras, Ele se revela nas informações a respeito de Si mesmo (Isaias 60:19; Tiago 1:17). Devemos considerar que Deus revelou a Si mesmo (Hebreus 4:1). A criação, Bíblia e a Palavra que se fez carne (Jesus Cristo) nos ajudará a entender a natureza de Deus.

Devemos começar entendendo que Deus é o nosso Criador e fazemos parte da Sua criação (Gênesis 1:1; Salmo 24:1) e fomos criados à Sua semelhança. O ser humano está acima do resto da criação e a ele foi concedido subjugá-la (Gênesis 1:26-28). A Criação está manchada pela queda, mas ainda assim oferece um vislumbre das obras de Deus (Gênesis 3:17-18; Romanos 1:19-20). Ao considerarmos a amplidão, complexidade, beleza e ordem da criação, podemos entender um pouco quão impressionante é Deus.

Ler algumas palavras usadas para definir Deus pode nos ajudar a entender como é Deus. Seguem-se:

Elohim – fortaleza, divino (Gênesis 1:1)
Adonai – Senhor, indicativa de uma relação entre um senhor e o servo (Êxodo 4:10,13)
El Elyon – Altíssimo, o mais forte (Gênesis 14:20)
El Roi – o forte que vê (Gênesis 16:13)
El Shaddai – Deus Todo-poderoso (Gênesis 17:1)
El Olam – Deus eterno (Isaiash 40:28)
Yahweh - SENHOR “Eu sou”, no sentido de que Deus sempre existiu (Êxodo 3:13,14).

Deus é eterno, ou seja, não tem princípio nem fim. Ele é imortal e infinito (Deuteronômio 33:27; Salmo 90:2; 1 Timóteo 1:17). Deus é imutável, ou seja, não muda; o que Lhe confere total credibilidade e confiança (Malaquias 3:6; Números 23:19; Salmo 102:26,27). Deus é incomparável, singular em todos os aspectos. Ele é inigualável e perfeito (2 Samuel 7:22; Salmo 86:8; Isaias 40:25; Mateus 5:48). Deus é inescrutável, inimaginável, insondável e incompreensível (Isaias 40:28; Salmo 145:3; Romanos 11:33,34).

Deus é justo; Ele não faz acepção de pessoas, não tem favoritos (Deuteronômio 32:4; Salmo 18:30). Deus é onipotente; Ele é todo-poderoso e pode fazer o que Lhe apraz, mas Seus atos vão sempre coadunar com o Seu caráter (Apocalipse 19:6; Jeremias 32:17,27). Deus é onipresente, em outras palavras, está em todo lugar, mas isso não significa que Ele seja tudo (Salmo 139:7-13; Jeremias 23:23). Deus é onisciente, em outras palavras, conhece o passado, o presente e o future, inclusive os nossos pensamentos a qualquer momento. Visto que Ele tudo sabe, Ele sempre agirá com equidade (Salmo 139:1-5; Provérbios 5:21).

Deus é único. Não só não existe nenhum outro, como Ele sozinho pode suprir as maiores necessidades e anelos do ser humano. Só Deus é digno da nossa adoração e devoção (Deuteronômio 6:4). Deus é justo, ou seja, não pode e não fará vista grossa ao erro. É justamente devido à Sua justiça e equidade que Jesus precisou sentir a ira de Deus levando sobre Si os nossos pecados para nós podermos ser perdoados (Êxodo 9:27; Mateus 27:45-46; Romanos 3:21-26).

Deus é soberano, em outras palavras, supremo. Toda a sua criação junta não pode desviar os Seus desígnio (Salmo 93:1; 95:3; Jeremias 23:20). Deus é espírito, em outras palavras, é invisível (João 1:18; 4:24). Deus faz parte da Trindade. É três em um, o mesmo em substância, poder e glória. Deus é verdade e permanecerá incorruptível e não pode mentir (Salmo 117:2; 1 Samuel 15:29).

Deus é santo, distante e hostil à corrupção moral. Deus vê o mal e Se ira. Ele é mencionado como um fogo consumidor (Isaias 6:3; Habacuque 1:13; Êxodo 3:2, 4-5; Hebreus 12:29). Deus é gracioso, e a Sua graça inclui a bondade, gentileza, misericórdia, e o amor divinos. Se não fosse pela Sua graça, a Sua santidade nos excluiria da Sua presença. Ainda bem que não é o que acontece, pois Ele deseja nos conhecer pessoalmente (Êxodo 34:6; Salmo 31:19; 1 Pedro 1:3; João 3:16, 17:3).

Deus é um Ser infindo, portanto, nenhum ser humano é capaz de responder a esta pergunta relativa a Deus [sobre as Suas características], mas por meio da Palavra de Deus podemos entender muito sobre Ele. Desejo que todos nós continuemos buscando a Deus de todo o coração (Jeremias 29:13).—site Got questions[1]

*

O amor de Deus jamais se revelou tão claramente como quando Ele deu a Sua vida pelas ovelhas. A justiça de Deus jamais se evidenciou tanto como quando Ele sofreu a maldição do pecado para este não passar impune e desonrar a lei. Todas as características de Deus focam o sacrifício na cruz. Aquele que tem olhos para olhar por meio das lágrimas e ver as feridas de Jesus contemplará mais da essência de Deus do que toda a eternidade ou a criação infinita poderiam revelar.—C. H. Spurgeon

*

Antes de nos aprofundarmos no estudo sobre a natureza, essência, personalidade e características de Deus, é importante entender que jamais saberemos tudo a Seu respeito. Somos seres limitados e limitados em nosso conhecimento, enquanto Deus é um ser infinito e ilimitado em conhecimento. Essa é uma diferença que jamais será eliminada. A doutrina cristã ensina que Deus é incompreensível, o que significa que Ele “não pode ser entendido plenamente.”[2] Isso não significa que Ele não possa ser compreendido, mas que não é possível entendê-lo completamente.

Apesar de que jamais entenderemos tudo a respeito de Deus, podemos saber coisas sobre Ele que Ele mesmo revelou. Algumas sabemos em termos gerais, pelo mundo à nossa volta —Sua criação. Outras aprendemos mais especificamente, pelo principal veículo pelo qual Se revela à humanidade —a Bíblia. Em suas páginas lemos o que Deus disse à humanidade sobre Ele próprio e o que disse sobre Si é verdadeiro. Não nos contou tudo a Seu respeito, de forma que ninguém pode entender plenamente tudo sobre Ele. Mas o que Ele disse por meio da Sua criação e da Sua Palavra é o que revelou a Seu respeito para a humanidade. Essas revelações nos dizem muito sobre Ele, e o que elas nos ensinam nos fazem amá-lO, louvá-lO e confiar nEle.—Peter Amsterdam[3]

Publicado no Âncora em agosto 2013. Tradução Hebe Rondon Flandoli.


[1] http://www.gotquestions.org/attributes-God.html.

[2] Wayne Grudem, Systematic Theology, An Introduction to Biblical Doctrine (Grand Rapids: Editora InterVarsity, 2000), 150.

[3] Publicado originalmente em agosto 2011.