tfionline Faça seu login

Março 21, 2018

Você não Perde com Deus

Linda Cross

[You Can’t Lose with God]

“Se permanecerdes em Mim e Minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes e vos será feito.”—João 15:7

Deus atende às nossas orações e a Sua Palavra funciona. Eu vivo para contar a história!

Fui criada na fé cristã e, com uma firme confiança no apoio de Deus, sempre recorri a Ele para me ajudar. Eu me entregava de corpo e alma a toda e qualquer coisa, e conseguia êxito. Com o passar do tempo, conforme essa autoconfiança e nível de realização cresciam, eu, infelizmente, passei a depender cada vez menos de Deus.

A maioria de nós tem uma vida bastante ocupada, e a minha foi ficando cada vez mais atarefada. Para manter isso, comecei a tirar do meu tempo aquilo que me dava forças, a Palavra de Deus.

O estresse se tornou o impulso do início de cada dia e passou a me dominar. Eu ignorava os sinais de alerta. Achando que estaria bem, que não haveria problemas, eu já não me alimentava espiritualmente com a mesma frequência, pois até então conseguira me manter. Jesus nos diz, “permaneça em Mim e Eu em você”, mas faltava-me tempo para permanecer nEle e refletir na Sua Palavra. Na maioria dos dias eu fazia uma leitura devocional, mas não o suficiente para alimentar o meu espírito, e logo saía para cuidar dos meus afazeres. Acreditava ter uma fé inabalável, e pouco a pouco fui negligenciando o tempo que passava com Jesus. — Uma concessão que se tornou um hábito. Fiquei ocupada demais para Deus.

Dei de cara com a parede. Sem forças, entrei em uma crise emocional que deixou-me entrevada em uma cama por semanas, sem conseguir manter uma linha de pensamento coerente. O tumulto interior afetou a minha fé e estava a ponto de cair no abismo da depressão. Nunca tinha me sentido tão fraca, o que me fez questionar tudo aquilo em que sempre acreditei. Tive muito medo. Enfraquecida pela ansiedade e o temor, eu me isolei.

Cheguei a um ponto extremo em que me sentia muito só e sem esperança. Uma noite, agoniada, clamei com todas as minhas forças: “Meu Deus, por que Me desamparaste?” Assim que essas palavras saíram da minha boca e caíram na escuridão, senti a presença poderosa e incontestável de Jesus. Ele me aconchegou, como se estivesse me carregando, e toda a angústia e medo desapareceram enquanto eu me sentia no Seu colo. Eu não estava só. Eu nunca estive só!

Quando achei que não tinha mais forças, fé ou força de vontade, Jesus me trouxe de volta à vida com Seu carinho! Sua força aperfeiçoou-se na minha fraqueza.[1]

Desesperada, agarrei-me à Palavra de Deus e orei como nunca tinha orado, e também pedi oração a outros. No início não havia sinal de mudança, mas perseverei e fiquei firme na minha única esperança. Semana após semana, mês após mês, e nenhum sinal de mudança. Mas, aos poucos, a alegria voltou, assim como o amor e a minha fé. Eu estava novamente em pé, firme em Jesus, minha rocha e salvação.

Recentemente eu estava com uma parente minha que só encontro uma ou duas vezes por ano, porque ela mora em Gothenburg e eu em Estocolmo. Ela não acreditava como eu estava bem, e ficou chocada e surpresa em me ver tão feliz e saudável. “Não entendo como você pode estar tão bem!”, ela repetia. Ela me viu durante a crise de estresse e pensou que não havia solução. Ela queria saber como isso era possível, se continuei na mesma situação, cuidando dos meus filhos, sem parar para descansar. É verdade, meu marido e eu temos orgulho dos nossos sete filhos incríveis, e apesar de ele ter sido uma grande ajuda e ter me apoiado durante esse período, eu não tinha condições de ser “dispensada por motivo de saúde” no cuidado dos meus filhos.

Ela acrescentou: “E você nem tomou medicamento!” Ela já passou por algo parecido, na verdade depressão profunda. Quando nos encontramos ela estava em dispensa médica, tomando medicamentos e fazendo terapia. Eu não podia deixar de dar toda a glória a Deus e dizer: “Remédios não me ajudaram. Jesus me curou!” Então lhe expliquei que a Palavra de Deus tem sido o meu medicamento, como a insulina para o diabético, e sou prova viva do Seu poder!

Ainda tenho momentos de fadiga e ansiedade, quando acho que não conseguirei dar mais um passo, mas sinto uma confiança profunda crescer dentro de mim. O resultado foi que me apaixonei ainda mais por Jesus, muito mais do que poderia imaginar. Temos um amor íntimo e maluco, e sei que posso recorrer a Ele em qualquer situação. Estou segura nos braços do meu amoroso Salvador! Posso ser fraca, posso cair, mas não tem problema. Sei que Jesus me ama e vai me levantar e ajudar a seguir adiante. Nosso relacionamento me faz pensar na linda canção de John Legend: “Eu o amo totalmente. Você é meu princípio e meu fim; ainda que eu perca estou ganhando”. E é isso mesmo, com Deus a gente nunca perde!

Ele não é um amor qualquer. Ele é o verdadeiro amor, o Filho de Deus. Deus está muito além da limitada capacidade de compreensão do ser humano, por isso enviou Jesus à terra para representá-lO, para nos mostrar como Ele é, e nos aproximar dEle. Jesus, nosso Deus de amor, é o único que nos amou o suficiente para morrer pelos nossos pecados e ressuscitar, o único que pode nos salvar de nós mesmos. Ele disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim.”[2]

É muito simples ter a certeza de que Jesus Cristo é, de fato, o Filho de Deus e o Redentor! Basta experimentá-lO! Ele o ama incondicionalmente, mas não forçará Sua presença na sua vida. Você deve escolhê-lo e pedir para Ele entrar.

Se deseja ter o maior amor de todos, um companheiro e amigo sempre ao seu lado, pode recebê-lo por meio desta simples oração:

Querido Jesus, perdoe todos os meus pecados. Acredito que Você morreu por mim e é o Filho de Deus. Peço que entre na minha vida neste momento. Abro a porta e O convido a viver no meu coração. Amém.


[1] 2 Coríntios 12:9.

[2] João 14:6.