tfionline Faça seu login

Dezembro 9, 2013

Scrooge ou Apólice de Seguros?

Jesus falando em profecia

O Natal é geralmente um tempo de calor humano, felicidade e de boas ações. É quando a generosidade aflora. Para alguns, entretanto — em especial para os que sofreram alguma perda, para os solitários e para os que têm passado por tempos difíceis — pode parecer que o Natal vem para tornar evidentes as carências de suas vidas. É fácil ressentir-se do Natal e o culpar por parte de suas angústias.

No clássico de Charles Dickens, Canção de Natal, Ebenezer Scrooge chama o Natal de “tapeação” e questiona furioso: “Quem lhe deu o direito de ser feliz?” Ele via o Natal como qualquer outra época do ano e caíra na ilusão de que a felicidade de uma pessoa consiste na abundância do possui, do dinheiro que tem ou da realização de ambições pessoais. Além do fato de o Natal celebrar Meu nascimento, que é o que torna a ocasião especial, é também uma época de bondade, caridade e bem-estar. A alegria do Natal vem de dentro e, apesar de não encher seus bolsos de prata ou ouro, pode transformá-lo interiormente e lhe dar uma perspectiva fresca da vida.

Scrooge passara por dificuldades na infância que lhe causaram uma ferida, e além disso, um romance que não deu certo. Ele endureceu o coração e começou a ficar incomodado com a felicidade de outros. O troco ele recebia na forma de frieza e de um respeito inspirado pelo medo. No final, tendo percebido seus erros e procurando corrigir seus caminhos, aprendeu a dar e, como resultado, foi abençoado com alegria e felicidade.

Uma das morais da história é que tiramos do baú de alegria do Natal na mesma proporção com que contribuímos para o mesmo. Para evitar a futilidade e o vazio do Natal de “tapeação” scroogiano, conheça a “apólice de seguro” para um Natal feliz. É um plano simples: dedique tempo e esforço para melhorar a vida dos que o cercam, dê aos outros mais do que espera receber deles, abra seu círculo de amizade para os que são mais solitários que você e será inevitável colher dividendos prontamente e em abundância, como Deus prometeu.

Conseguir tudo que quer não tornará seu Natal especial. A felicidade incomparável que marca esta época vem do amor e carinho que une amigos e familiares. Comece hoje a assegurar a sua apólice para um feliz Natal.

*

Neste Natal, quero que você pense sobre dar. Quero que se lembre do que lhe dei quando desci à Terra, e do que lhe dei pessoalmente desde então — as coisas pequenas e as grandes; as orações que respondi rapidamente, e as que levaram um pouco mais de tempo, mas nas quais você agora vê a Minha mão. Pare um momento para refletir sobre tudo que recebeu de Mim em sua vida.

Agora quero que pondere no que deu aos outros. Pense em todas as vezes que escolheu pôr a felicidade e o bem-estar de outros acima do seu. Pense nas vezes que se sacrificou, nas vezes em que fez algo para ajudar outra pessoa, mesmo sendo difícil. Pense nas bênçãos que recebeu por ajudar os outros.

Agora, pense no que vai dar aos outros este ano. Ore sobre alguém que precisa de algo que você tem ou pode dar. Pense no lindo fruto positivo que isso vai dar, não só na vida das pessoas a quem você dá, mas também na sua. Pense em como Eu vou sorrir de alegria quando vir você fazendo a sua parte para compartilhar e espalhar o Meu amor.

Quero que o Meu Espírito de amor toque cada vida. Quero que todos conheçam a beleza do presente de dar. Porque não existe maior alegria do que dar de todo o coração.

Então deem, Meus filhos, e lhes será dado. Deem o Meu amor e verdade. Doem a si mesmos. Doem do que tiverem para oferecer. Deem as Minhas Palavras a outros. Deem o toque do Meu espírito a todos quanto puderem.

Deixem a sua luz brilhar neste mundo que está ficando cada vez mais escuro. Sejam Minhas velas de Natal cortando a escuridão com seu brilho. O calor do Meu amor pode esquentar o coração mais frio e sombrio. Esse calor do Meu Espírito faz parte de você; vive em você. Você pode fazer da sua vida um tributo ao maior presente que já foi dado.

 

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça mas tenha a vida eterna.”—João 3:16 RC

 

Compromissos de Natal

Este Natal, eu vou...
Ajudar alguém a fazer as pazes.
Procurar um amigo esquecido.
Confiar em vez de suspeitar.
Escrever uma carta de amor.
Compartilhar algo que me é muito querido.
Dar uma resposta branda.
Encorajar os jovens.
Manifestar a minha lealdade em palavras e obras.
Manter uma promessa.
Escutar.
Pedir desculpas se estiver errado.
Tentar compreender.
Examinar minhas exigências aos outros.
Pensar primeiro em alguém mais.
Apreciar.
Ser amável.
Ser gentil.
Rir um pouco mais.
Mostrar minha gratidão.
Dar as boas vindas a um estranho.
Alegrar o coração de uma criança.
—Autor desconhecido

Publicado originalmente em dezembro 2005 e novembro 2001. Adaptado e republicado em dezembro 2013. Tradução Hebe Rondon Flandoli.