tfionline Faça seu login

Maio 30, 2017

“Orai sem Cessar”

Compilação

[“Pray Without Ceasing”]

O que significa orar sem cessar?

O mandamento de Paulo em 1 Tessalonicenses 5:17 “orai sem cessar” pode ser perturbador. Obviamente, não pode significar que devemos estar com a cabeça curvada e de olhos fechados o dia inteiro. Paulo não está se referindo a falar sem parar, mas sim a uma atitude de consciência de Deus e de entrega a Deus que carregamos conosco o tempo todo. Devemos viver cada momento conscientes de que Deus está conosco e que Ele está ativamente envolvido e engajado em nossos pensamentos e ações.

Quando os nossos pensamentos se transformam em preocupação, medo, desânimo e raiva, devemos consciente e rapidamente transformar cada pensamento em oração e cada oração em ação de graças. Em sua carta aos Filipenses, Paulo nos ordena a deixarmos de estar ansiosos e, em vez disso, “em tudo, com oração e súplica, com ações de graças, apresentemos seus pedidos a Deus”.[1]  Ele ensinou os crentes em Colossos a se dedicarem “à oração, Vigilante e agradecido.”[2] Paulo exortou os crentes de Éfeso a ver a oração como uma arma para usar na luta contra as batalhas espirituais.[3] Ao longo do dia, a oração deve ser a nossa primeira resposta a cada situação terrível, a cada pensamento ansioso e a cada tarefa indesejada que Deus ordena. A falta de oração nos fará depender de nós mesmos em vez de depender da graça de Deus. A oração incessante é, em essência, contínua dependência e comunhão com o Pai.

Para os cristãos, orar deveria ser como respirar. Você não tem que pensar em respirar, porque a atmosfera exerce pressão sobre seus pulmões e, essencialmente, força você a respirar. É por isso que é mais difícil segurar a respiração do que respirar. Da mesma forma, quando nascemos na família de Deus, entramos em um ambiente espiritual onde a presença e a graça de Deus exercem pressão ou influência em nossas vidas. A oração é a resposta normal a essa pressão. Como crentes, todos nós entramos na atmosfera divina para respirar o ar da oração.—From gotquestions.org[4]

 

Lições sobre velas e orações

Tenho que admitir que tenho tido muita dificuldade em assimilar alguns versículos da Bíblia. Um deles é “Orem continuamente.”[5] Este versículo me vem à cabeça frequentemente, e aprendi como é importante orar. Oro frequentemente, e bastante, mas tenho que confessar que não oro continuamente, de modo que sinto uma culpa por não orar o bastante frequentemente.

Não importa quão boas sejam as minhas intenções, minha mente muitas vezes fica presa em outras coisas. Faço uma oração rápida antes de dirigir, antes de comer, ou dormir, ou quando acordo. Oro quando alguém me pede para orar por ele ou ela. Muitas vezes tenho uma lista de oração de coisas pelas quais oro todos os dias. Oro por alguém quando penso na pessoa assim como pelo que a pessoa possa estar passando. Mas não importa o quanto eu ore, ou quanto tempo ore, ou quão bem eu ore, sei que nunca é suficiente. Eu simplesmente nunca vou alcançar a meta de orar continuamente.

Recentemente minha filha voou para a Europa. Era um voo longo com várias conexões e eu realmente queria continuar orando por ela por todo o caminho até ela chegar com segurança ao seu destino. Encontrei uma pequena vela chamada "Sussurro do Anjo" e senti que realmente falou comigo que mesmo se eu não conseguisse orar continuamente, seus anjos continuariam orando por ela. Então coloquei a vela em um lugar seguro e visível, acendi e orei por sua viagem, e então segui o meu dia. Toda vez que eu passava pela vela eu orava por ela, e sempre que eu notava a fragrância no ar, agradecia ao Senhor por responder à minha oração. A vela continuou queimando até que ouvir que ela chegou com segurança.

Talvez nossas orações sejam muito parecidas com aquela vela. Nossa fé e confiança no Senhor são como o incenso de cheiro doce subindo ao Seu trono. Talvez Ele aprecie a fragrância de nossas orações tal como eu gostei de sentir a fragrância daquela vela. O aroma da vela encheu minha casa. É uma bela imagem imaginar que talvez a fragrância de nossas orações encha os salões do céu.

Então decidi que vou parar de me preocupar com todas as vezes que não orei. Farei o que puder e tentarei orar o máximo possível. Quando houver momentos de desespero, acenderei uma vela perfumada e darei meus pensamentos e orações ao Senhor, tanto quanto eu puder. Então vou confiar nEle com todo o resto, com a minha vida e a vida daqueles que amo, lançando todos os meus cuidados sobre Ele porque sei que Ele cuida de mim. Vou então colocar o versículo, “Orem continuamente” no contexto. Vou tentar sempre me alegrar. Vou tentar orar continuamente e vou dar graças em todas as circunstâncias, porque sei que essa é Sua vontade de Deus.—Joyce Suttin

 

Esteja em constante comunhão com Deus

Você pode manter uma conversa contínua e em aberto com o Senhor durante todo o dia, e conversar com Ele sobre o que você está fazendo ou pensando naquele momento. “Orar sem cessar” significa conversar com Deus durante as compras, enquanto dirige, trabalha ou faz quaisquer outras tarefas diárias.[6]

Um equívoco comum é que “passar tempo com Deus” significa estar sozinho com Ele. Naturalmente, tal como Jesus nos mostrou, você precisa de tempo sozinho com Deus, mas isso é apenas uma fração de suas horas acordado. Você pode “passar tempo com Deus” em tudo o que faz, se Ele for convidado a participar e você estiver ciente de Sua presença.

O livro clássico sobre como aprender a desenvolver uma conversa constante com Deus é “Practicing the Presence of God” (Praticando a Presença de Deus). Foi escrito no século XVII pelo irmão Lawrence, um humilde cozinheiro de um mosteiro francês. O Irmão Lawrence foi capaz de transformar até mesmo as tarefas mais corriqueiras e servis, como preparar refeições e lavar pratos, em atos de louvor e comunhão com Deus.

O segredo para ser amigo de Deus, disse ele, não é mudar o que você faz, mas sim a sua atitude em relação ao que faz. O que você normalmente faz por si mesmo, comece a fazer por Deus, quer seja comer, tomar banho, trabalhar, relaxar ou tirar o lixo.

Hoje em dia, muitas vezes sentimos que temos de “fugir” de nossa rotina diária para adorar a Deus, mas isso é apenas porque não aprendemos a praticar sua presença o tempo todo. O Irmão Lawrence achou fácil adorar a Deus através das tarefas comuns da vida; ele não precisava ir a retiros espirituais especiais.

Este é o ideal de Deus. No Jardim do Éden, a adoração não era um evento do qual participar, mas uma atitude constante; Adão e Eva estavam em comunhão com Deus continuamente. Visto que Deus está com você o tempo todo, nenhum lugar é mais próximo de Deus do que o lugar onde você se encontra agora. A Bíblia diz: “Todos nós temos o mesmo Deus e Pai, o qual está sobre todos nós e em todos nós, vivendo através de todos os nossos membros. Um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos.”[7]Rick Warren[8]

Publicado no Âncora em maio de 2017.


[1] Filipenses 4:6 NVI.

[2] Colossenses 4:2 NVI.

[3] Efésios 6:18.

[4] https://gotquestions.org/pray-without-ceasing.html.

[5] 1 Tessalonicenses 5:17 NVI.

[6] 1 Tessalonicenses 5:17.

[7] Efésios 4:6 Bíblia Viva.

[8] http://pastorrick.com/devotional/english/be-in-constant-communion-with-god.