tfionline Faça seu login

Janeiro 27, 2014

O lampião

David Brandt Berg

Descanse somente em Deus, ó minha alma; dele vem a minha esperança. —Salmo 62:5[1]

Um erro comum entre obreiros cristãos é trabalhar demais, além da sua capacidade. Precisam se poupar um pouco para o Senhor; descansar, quando estiverem cansados. Quando estiverem exaustos, devem se retirar da luta e entregar a batalha a outros. Precisam saber quando lutar e quando sossegar, quando colocar na mão de outros e quando orar. Quando salvam os outros, com certeza não conseguem salvar a si mesmos. Mas existem ocasiões quando devem salvar a si próprios para poderem salvar muitos outros.

Às vezes, é preciso escolher entre o que é bom e o que é melhor para o Reino. Reservar o melhor de si para o Senhor, dar o melhor para o Noivo, dar a Ele o primeiro lugar. Devemos dar o primeiro lugar a Jesus, à convivência com Ele e ao Seu amor. Devemos aprender a descansar nos Seus braços e não trabalharmos tanto com a nossa própria força. Todos precisamos aprender a separar o melhor que temos para o Senhor.

“No sossego e na confiança estará a sua força.”[2] “Lança os teus cuidados sobre o Senhor e Ele te sustentará!”[3] “Vinde a Mim todos os que estão cansados e sobrecarregados. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.”[4] Às vezes, tentamos carregar demais e excedemos nossa capacidade. Precisamos deixar mais por conta do Senhor. “Lança o teu fardo sobre o Senhor e Ele te susterá. Confia no Senhor e faz o bem e verdadeiramente serás alimentado e habitarás na terra por longos dias”,[5] pois Ele o sustentará.

“A força vem do Senhor, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto.”[6] “Qual de vocês, se seu filho pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou se pedir peixe, lhe dará uma cobra? Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai de vocês, que está nos céus, dará coisas boas aos que lhe pedirem”,[7] e os susterá.

Todos precisamos aprender a depender mais do Senhor, a deixar mais por Sua conta. Não temos condições de fazer tudo. É humanamente e fisicamente impossível! Devemos fazer o que podemos cada dia e deixar o resto por conta do Senhor. Se não conseguimos, Ele tem que fazer. “Ele sabe, Ele ama, Ele cuida. Nada pode obscurecer a Sua verdade. Ele dá o melhor aos que guardam o melhor para Ele”.

Senhor, ajude cada um a aprender a distribuir bem tempo e reservar o melhor para Você, a descansar do trabalho nos Seus braços para receber Sua força, a força que vem do Seu amor e do contato com Você, a qual encontramos quando Lhe damos o melhor de nós.

“E encontrareis descanso para vossas almas.” Poucas pessoas entendem que a alma é a combinação de corpo e espírito.[8] Se não descansarmos no Espírito vamos ficar cansados no corpo, precisamos aprender a descansar no Espírito para pouparmos nossos corpos e termos forças para ministrar a outros. Porque a força vem do Senhor que fez os céus e a terra, e nossos corpos. Ele sabe que nossa maior necessidade é de paz, convívio com Ele, e de nos alimentarmos com a Sua Palavra.

Devemos primeiro partilhar dos frutos para então alimentarmos os outros. Não podemos alimentar as pessoas se não nos alimentarmos. Devemos alimentar nossa alma para podermos partir o pão com outros. Não podemos dar tudo e ficar sem nada, caso contrário, vamos ficar sem óleo para quando o Noivo chegar.[9] Precisamos buscar primeiro o Rei e o Seu Reino, então todas as outras coisas nos serão acrescentadas pelo Seu poder, força, Reino, fortaleza, e a seu tempo — se dermos prioridade a Ele.[10]

Não podemos nos desgastar completamente no serviço prestado aos outros, a ponto de não sobrar nada para nós ou para o Rei. Precisamos aprender a reservar o primeiro lugar para Ele e para os momentos de comunhão com Ele. Pertencemos a Deus. O primeiro lugar deve ser dEle — em paz, sossego, descanso e convívio com o Senhor. Não podemos fazer a obra do Mestre sem o poder do Mestre. Devemos dar prioridade a Ele, à Sua Palavra, ao Seu amor e poder, e assim seremos fortes. Não conseguimos chegar a lugar algum com a nossa própria força.

É o óleo que deve queimar, não o pavio, pois sem óleo o pavio é consumido. Devemos deixá-lO queimar para iluminar nosso caminho e não tentarmos arder por conta própria. Caso contrário, vamos nos desgastar e não iluminar nada. A chama é linda e brilhante, forte, quando temos o óleo. Mas quando apenas o pavio queima, a chama fica fraca e solta uma fumaça mal cheirosa.

O pavio precisar estar bem imerso no óleo. A maior parte do pavio deve ficar no óleo e apenas uma pontinha em contato com o ar e a chama. O que arde é, sobretudo, o óleo; muito pouco do pavio, quase nada. E o óleo flui livremente por um pavio imerso no óleo. Se assim for, o que queima é o óleo e não o pavio, produzindo luz clara e pura para iluminar a casa com a beleza da perfeição de Deus e na santidade da Sua luz.

Já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus.[11] Não sou eu que ardo, mas Cristo em mim, produzindo luz pura, brilhante e linda.

Quando eu era jovem, todas as casas tinham uns lindos lampiões à base de querosene que ficavam sobre as mesas. Tinham umas lindas bases de vidro que deixavam à vista o querosene. Dessa forma, era possível ver o nível de óleo, quanto o pavio estava imerso e quando precisava reabastecer para que a chama não produzisse fumaça.

O lampião funcionava melhor quando estava cheio de querosene, porque assim o querosene queimava, não o pavio. Não sou eu que queimo, mas Cristo em mim!

Isaías disse: “Vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e a vossa alma se deleite com a gordura.”[12]

Às vezes, esforçamo-nos e trabalhamos demais, tentando fazer tudo sozinhos, quando precisamos deixar o Senhor arder e fluir através de nós. Deixe Jesus brilhar.

Jesus me abrigou dos cuidados da vida,
No amor divino me refugio;
Ele entende meus anelos,
E sussurra docemente: “Tu és Meu”.

Só Jesus, só Jesus,
Somente Ele satisfaz!
Cada fardo se torna uma benção
Quando Ele perto está.
—A. B. Christiansen

Só encontraremos satisfação verdadeira no Senhor.

Nos efêmeros prazeres do Mundo
Nenhuma satisfação encontrei!
Construí cisternas fracas
E com a sua secura me envergonhei.

Não encontrei fonte nenhuma
Que satisfizesse minha necessidade.
Somente Cristo me saciou
E satisfez de verdade!

Em Cristo não há decepção!
Todas as ânsias do meu ser
NEle encontraram realização!
E Ele descanso me deu!

Eu O coloquei à prova.
Ele provou ser mais do que sonhei!
Cristo não é um desapontamento,
Ele é tudo o que eu queria!
C. W. Waggoner

Deixa para Ele! Entregue para Ele!
Lance o seu fardo sobre o Senhor e deixe-O carregar!
Se confiar sem duvidar, sempre vai ter solução.
Leve o seu fardo ao Senhor e deixe nas Suas mãos.
—Charles Tindley

Deixe por conta do Senhor, sabendo que só Ele pode resolver os problemas e fazer o trabalho. Muitos levam os fardos ao Senhor e os colocam no altar, mas depois dão meia-volta, pegam-no de novo e vão embora com os mesmos fardos. Não somos capazes de resolver os problemas. Jesus tem de resolvê-los. Descanse e deixe Deus fazer. A nós cabe deixar o Senhor brilhar através de nós. Devemos deixar o óleo fluir; deixar o Senhor fluir; deixá-lO agir. Deixe o Senhor atuar!

As pessoas muito dinâmicas em particular têm a tendência de agir com a sua força. Só que essa força natural é limitada. Homens de força são homens de faltas, e a maior falta é seguir adiante com a sua força em vez de deixar Deus agir.

Que o Senhor o abençoe e guarde e faça de você uma grande bênção para muitos – na Sua força e pelo Seu poder!

Darei toda a glória a Jesus,
Seu amor cantarei,
Seu eterno amor.
Darei toda a glória a Jesus,
E falarei do Seu grande amor.
—Autor anônimo

Publicado originalmente em março de 1983. Adaptado e republicado em janeiro 2014. Tradução Hebe Rondon Flandoli.


[1] NVI.

[2] Isaías 30:15.

[3] Salmo 55:22.

[4] Mateus 11:28–30.

[5] Salmo 37:3.

[6] Salmo 121:2; Tiago 1:5.

[7] Mateus 7:9–11.

[8] Gênesis 2:7.

[9] Mateus 25:1–13.

[10] Mateus 6:33.

[11] Gálatas 2:20.

[12] Isaías 55:1–2.