tfionline Faça seu login

Maio 7, 2020

Combatendo o Desencorajamento

Maria Fontaine

[Fighting Discouragement]

Faz pouco tempo, eu pensava no desencorajamento, algo que já senti algumas vezes por não conseguir realizar as mudanças necessárias no meu ritmo de trabalho e hábitos de saúde. O fato de ter ficado desanimada, deprimida e o esforço exigido para me sentir melhor me inspiraram a escrever alguns pensamentos pessoais e outros pontos relacionados ao assunto. Como isso teve para mim um efeito terapêutico, pensei em compartilhar com vocês. Incluo no final algumas palavras de encorajamento e sabedoria que Jesus me deu em profecia.

1. O desencorajamento abrange um grande leque de sentimentos, desde pouco intensos, como no meu caso, até avassaladores, como Paulo descreveu, “a ponto de perdermos a esperança da própria vida”.[1] Se procurar em um tesauro, encontrará uma longa relação de emoções associadas ao desencorajamento, desde sentir-se desapontado ou chateado, a arrasado, avassalado, perturbado e desesperançado. A palavra “desencorajamento” significa literalmente perder a coragem ou o ânimo, algo do qual todos estamos passíveis.

2. O desencorajamento pode surgir como resultado de problemas, falhas, dificuldades, obstáculos, solidão, situações traumáticas como a perda de um amigo ou alguém querido, perda do emprego, necessidade de se mudar para um local distante de familiares e amigos, perda de um bichinho de estimação, diagnóstico de uma doença grave, ser vítima de fofocas, e muitas outras coisas.

3. Quando estou desencorajada, eu só quero pensar em mim mesma e nos meus problemas. Mas isso só aumenta a espiral descendente que precisa ser quebrada para superar o desencorajamento.

4. Jesus conhece nossas fraquezas e sabe que nem sempre conseguimos nos sobrepor às emoções que nos inundam. Ele nos acompanha nesses momentos, ajuda-nos a levar a carga e nos anima a olhar para o alto de forma a encontrarmos uma saída.

5. Deus não me menospreza por sentir essas emoções humanas. A Bíblia diz: “Ele conhece a nossa estrutura, lembra-se que somos pó”.[2]

6. Acho que depois que superamos o desencorajamento uma vez, fica mais fácil nas ocasiões seguintes. Mas cada nova luta vem acompanhada de desafios específicos e dos benefícios quando os conquistamos.

7. A luta contra o desencorajamento em si pode ter um resultado encorajador, pois nos torna mais compreensivos e compassivos com aqueles que enfrentam grandes desafios nesse aspecto. Sinto que foi o que aconteceu comigo.

8. Para mim é animador e tenho certeza que também para milhões de pessoas que sabem que a Bíblia está repleta de relatos de pessoas que lutaram para superar experiências semelhantes quando estavam desanimadas. As circunstâncias possivelmente eram diferentes, mas a raiz dos problemas era bastante parecida com o que enfrentamos hoje. Se você estudar a vida de pessoas como Jó, Moisés, Davi, Jeremias, Elias, Pedro, Paulo, etc., verá que passaram por períodos muito difíceis, ficaram desanimados e sem esperança, achando que tudo estava perdido.

9. As histórias de fé e determinação de conhecidos homens e mulheres de fé nos mostram que eles ocasionalmente enfrentaram tristeza profunda ou sofreram grandes perdas e montanhas de desencorajamento que os impediam de avançar. No entanto, apesar das circunstâncias, sempre se apegaram a Jesus, que se tornou sua força.

10. Todo o mundo enfrenta o desencorajamento em algum momento, sente-se jogado de um lado para o outro, abatido. Nessas ocasiões é bom ter alguém com quem orar que nos ajudará a suportar o fardo e assim “cumprir a lei de Cristo”.[3]

11. Acredito que o próprio Jesus teve momentos assim. Pense nas ocasiões quando os discípulos com os quais Ele contava para divulgar a mensagem ao mundo não entendiam o que Ele tentava lhes ensinar. João 6:66 diz que, depois de Jesus fazer algumas declarações de difícil assimilação, “muitos dos seus discípulos voltaram atrás e deixaram de segui-lo”.

12. A Bíblia é bastante clara quando diz que Ele foi tentado em tudo como nós, porém sem pecado.[4] Não é pecado batalhar contra tristeza, pesar, ou desencorajamento.[5] Jesus passou por tal tormento de espírito no jardim do Getsêmani a ponto de suar sangue. No entanto, depois de tudo o que Ele fez e estava em vias de fazer pelos que O acompanhavam, eles foram incapazes de permanecer despertos orando por Ele.[6]

13. Jesus passou pela agonia imensa de Se sentir separado do Pai quando tomou sobre Si o castigo pelos pecados do mundo. Por isso, sei que Ele entende perfeitamente o que estou sentindo.

14. As emoções profundas e escuras que às vezes inundam nossos corações parecem não ter fim, mas o Senhor está sempre do nosso lado para nos ajudar a superar de alguma forma.

O que fazer quando, por qualquer que seja o motivo, nos sentimos atingidos por um vagalhão de problemas, ou uma carga de sofrimento, ou quando tropeçamos e caímos em um poço de pesar ou remorso? Como podemos nos recuperar?

O ideal é ter metas, tomar uma atitude, resistir ao Inimigo, encher nossas vidas com pensamentos e ações positivas para afastar o desencorajamento e a depressão. Sei que na teoria é ótimo, mas quanto o Senhor espera que façamos quando nos sentimos tão deprimidos que mal conseguimos forças ou motivação para fazer algo?

Jesus deu a seguinte mensagem em profecia para nos ajudar a colocar as coisas em perspectiva:

Qualquer que seja a causa do desencorajamento, a superação pode ser uma jornada breve ou prolongada. É importante não desistir e afundar ainda mais no poço da melancolia e do desespero, pois isso só vai piorar a situação. Você deve fazer o que estiver ao seu alcance cada dia.

Mesmo que só consiga ficar sentado, chorar e apegar-se a Mim, faça isso. Ainda que não consiga imaginar por que deveria, faça o que puder, simples ou difícil, para continuar firme. E a cada minuto, a cada hora ou dia, se aproximará um pouco mais da vitória que é justamente se desvencilhar das correntes do desencorajamento forjadas pela dor, tristeza ou perda — ou mesmo nas ocasiões quando não entende a razão do desencorajamento.

O que importa não é o tamanho do passo que dá cada dia, mas o fato de dar esse passo. O importante é fazer o melhor possível na situação. Isso é progresso.

Pense em Jó, sentado em um monte de cinzas, profundamente desencorajado. Às vezes, ele ficou tão agoniado, zangado e bravo consigo mesmo, que até Me questionou, desafiou e acusou. Mas mesmo naquela condição ele se esforçou ao máximo por apegar-se a Mim. Estava expressando seu desespero, mas confiava que Eu entenderia a confusão mental e o tormento pelo qual estava passando.

Você também vai passar por isso, pensará estar fazendo progresso uma hora e logo depois voltar para a situação de derrota. Mas cada vez que se esforçar por dar um passo, por mais difícil que seja, mesmo que seja apenas clamar pela Minha ajuda, estarei presente e o ajudarei, mesmo que demore um tempo. Nunca o deixarei ou desampararei.[7]

Jó continuava se esforçando, mesmo quando caía de novo no poço do desencorajamento e desespero. Superar a maioria dos obstáculos da vida é um processo, raramente rápido e simples. O mais importante é persistir. Às vezes, querer avançar é a sua única força, outras vezes você consegue agir e ter determinação. Se for esse o caso, é o que espero que faça.

Você deve fazer o que conseguir, sabendo que, quer seja algo pequeno, quer grande, estou ao seu lado, às vezes torcendo por você, outras vezes o segurando em silêncio. Dependendo da ocasião, basta Me deixar sustentá-lo, só o fato de aceitar esse consolo no seu coração já é um grande progresso.

Existe uma linda imagem que alguém desenhou representando uma pessoa no Meu colo. Ela está tão fraca e abalada que nem consegue se segurar em Mim. No entanto, está permitindo que Eu a segure. Eu vejo o seu coração.

Sempre estarei perto, sustentando, ajudando e cuidando de você. Estou orgulhoso de você, mesmo que, em um determinado momento, só tenha forças para Me permitir segurá-lo junto a Mim. O Meu amor por você é incondicional e eterno.

Publicado originalmente em abril de 2017. Adaptado e republicado em maio de 2020.


[1] 2 Coríntios 1:8.

[2] Salmo 103:14.

[3] Gálatas 6:2.

[4] Hebreus 4:15.

[5] João 11:33.

[6] Mateus 26:37–38; Lucas 22:44.

[7] Deuteronômio 31:6.